Beneficio dos legumes

Posted on Posted in BENEFICIO DOS LEGUMES

Variar o consumo dos legumes é importante, porque alguns legumes são ricos em determinados nutrientes, enquanto outros possuem outros tipos de nutrientes, e variando há maior possibilidade de ingerir nutrientes diferentes e em quantidades adequadas.
Alguns legumes podem ser consumidos crus ou cozinhados, como a cenoura, o pimento e o aipo, enquanto que outros, como a batata, são tradicionalmente consumidos cozinhados. Podem ser consumidos numa grande variedade de formas, como parte de refeições principais, aperitivos ou em forma de sumo. O conteúdo nutricional dos legumes varia consideravelmente, embora contenham geralmente uma pequena percentagem de proteínas e de gorduras, e uma percentagem elevada de vitaminas, dietéticos minerais, fibras e hidratos de carbono. Muitos dos legumes contêm também fotoquímicos, compostos fundamentais para a saúde do organismo com características antioxidantes, anti bacterianas, anti fúngicas, anti virais e anti cancerígenas.

Alguns exemplos de legumes e os seus benefícios para a saúde…..

Cenoura

A cenoura é uma grande fonte de vitamina A, beta-caroteno, responsável pela manutenção de cabelos, peles, ossos e olhos saudáveis, além de fornecer sais minerais: fósforo, cloro, potássio, cálcio, sódio e vitaminas do complexo B. Este legume se conserva por longo tempo, dessa forma é difícil que se estrague. Quando conservada no frigorífico pode permanecer em boas condições por 1 a 2 semanas. Possui um sabor levemente adocicado, que faz com que combine com diversos alimentos e pode ser preparado de várias formas.
Dificilmente o prato favorito de Bugs Bunny precisa de uma descrição, já que as cenouras são bem conhecidas e amadas por crianças e jovens de todo o mundo. Os benefícios das cenouras são lendários. Com certeza que a sua mãe também lhe disse que comer cenouras faz os olhos ficarem bonitos e melhora a visão e acuidade visual.
As cenouras estão habitualmente associadas com a cor laranja, mas de facto, existem outras variedades de cenouras com muitas outras colorações, entre o branco, amarelo ou roxo, com a última a ser a cor da variedade original.
A cenoura é uma planta com uma grossa, carnuda e colorida raiz, que cresce no subsolo, e uma ramificação de folhas verdes que surgem acima do solo. É conhecida cientificamente como Daucus Carota, um nome que pode ser rastreado até aos romanos antigos do século III.
As cenouras pertencem à família das Umbelíferas, cujo nome advém da formação em guarda-chuva que estas plantas adquirem. Como tal, as cenouras estão relacionadas com o funcho, cominho e endro. Existem mais de 100 variedades diferentes de cenouras que variam em tamanho e em cor, podendo ser tão pequenas quanto 5 cm e tão grandes quanto 90 cm, e variando de 1 a mais de 5 cm de diâmetro. A raiz da cenoura (a parte comestível) tem uma textura crocante e um sabor doce.

Benefícios –
Ideal no combate aos problemas da visão com função específica na retina; Tem propriedades diuréticas, são purificadoras e reguladoras das funções digestivas, fluidificantes da bílis, estimulam o peristaltismo ( tem propriedades anti-diarreicas quando ingerida cozida) e auxiliam na cicatrização das feridas. Consumidas cruas ( raladas) são ideais para ajudar a combater atrasos no crescimento ou no combate às infecções.

Beterraba

A beterraba é uma raiz fonte de vitamina A, B e C , sódio, potássio, zinco, magnésio, folato e ferro. Na compra, a casca deve ser lisa, sem rachaduras e com folhas brilhantes. A beterraba pode ser consumida de diversas maneiras: batida no liquidificador com suco de laranja, em sopas, refogadas com outros legumes ou crua em salada. As folhas e os talos da beterraba também devem ser aproveitados, pois além de conter vitamina A tem uma óptima quantidade de fibras e minerais. Para se ter uma ideia 100g de beterraba tem em média 0,3 mg de ferro, já 100g da folha de beterraba tem aproximadamente 3,1mg de ferro na sua composição. As folhas da beterraba podem ser preparadas como a couve, refogadas ou acrescidas em sopas.
A beterraba pertence à família das Amaranthaceae-Chenopodiaceae. Embora tipicamente adquiram um belo tom vermelho-púrpura, também existem variedades de beterraba de raiz dourada ou branca. Não importando a sua cor, a raiz de beterraba não é tão robusta quanto aparenta; o mais pequeno hematoma causará que a beterraba liberte pigmentos vermelhos, que contêm anticianinas benéficas (flavonóides), especialmente durante o cozimento.
O doce sabor da beterraba reflecte a seu elevado teor de açúcares, o que a torna uma importante fonte para a produção de açúcar refinado. A raiz de beterraba crua tem uma textura crocante que se transforma em cremosa, quase amanteigada, depois de cozida. A beterraba é o principal ingrediente da tradicional sopa do leste europeu, o borsch, e embora seja deliciosa crua (em saladas por exemplo) é tipicamente comida cozida.
As folhas de beterraba têm um sabor amargo, mas possuem uma personalidade viva e alegre. As folhas são extremamente ricas em nutrientes, com uma alta concentração de vitaminas, minerais e carotenóides (beta-caroteno, luteína e zeaxantina) e podem ser preparadas tal como os espinafres

Benefícios
A ingestão de ácido fólico é muito importante, em especial para as mulheres grávidas. Estimula o sistema linfático e fortalecem o sistema imunitário. As qualidades purificadoras da beterraba, bem como a estimulação do fígado, dos rins, da vesícula, do baço e dos intestinos, são algumas das propriedades reconhecidas.

Abóbora

Devido à presença do beta-caroteno, a abóbora também é fonte de vitamina A, com poder antioxidante, no qual de acordo com alguns estudos realizados, pode prevenir certos tipos de cancro. Além disso, também se encontra na abóbora outras vitaminas e minerais e uma óptima quantidade de fibras presentes.
Procure não armazenar as abóboras em temperatura abaixo de 10 graus C, pois isso acelera a sua deterioração.
Geralmente as pessoas jogam fora as sementes, mas elas são óptimas fontes de proteínas. A semente torrada pode ser um aperitivo delicioso, e é fácil preparar: lave e deixe secar, depois asse em forma untada por uma hora a 120 graus C.
Não deixe de comer ao menos uma vez ao dia uma porção de legumes, fará muito bem à sua saúde.
Tal como as courgettes, as abóboras são também membros da família Cucurbitaceae. As suas cascas são duras e bastante difíceis de furar, o que lhes permite ter longos períodos de armazenamento (entre um a seis meses). A carne da abóbora tem um sabor adocicado, com todas as variedades a conterem interiores ocos onde se localizam as sementes.
Estamos a começar a descobrir a riqueza nutricional fornecida pela abóbora, um legume cuja importância era tão elevada para os nativos americanos que chegavam a enterrar os seus mortos juntamente com abóboras como refeição para a última viagem. As abóboras estão disponíveis de Agosto a Março, sendo preferível consumi-las de Outubro a Novembro

Benefícios
Alto valor nutritivo e de fácil digestão. Para mulheres grávidas são uma boa ajuda contra náuseas, enjoos e vómitos.

Fonte: http://www.vilarformoso.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *